PARÓQUIA
SÃO SEBASTIÃO

igreja matriz - barra mansa

NAVEGUE PELO SCROLL DO MOUSE
Imagens Peregrinas Missionárias de São Sebastião, Barra Mansa são enviadas em Missa de abertura da Festa de São Sebastião 2023

A Missa com a Benção das Imagens Peregrinas Missionárias de São Sebastião, foi presidida pelo padre Renê de Oliveira, em 7 de janeiro, na Matriz de São Sebastião, Barra Mansa, sob animação litúrgica dos animadores de Grupos de Evangelização na Baae (GEBs), abrindo a Festa de São Sebastião 2023. Na meditação ao Evangelho, o padre destacou a Epifânia do Senhor como um modelo de vida e seguimento a Jesus Cristo.

“Celebramos hoje a Epifania do Senhor, que quer dizer: a solenidade da manifestação do Senhor a todos os povos, nações, nacionalidades e etnias. Por isto fica comprovado que Jesus Cristo não pertence a ninguém. Não existe nenhum quadrado que possa prender Jesus como seu salvador. Ele ultrapassa todos os limites da temporalidade e dos séculos, das geográficas, das verdades humanas e preconceitos, pois sua salvação veio para todos, indiscriminadamente. É claro que para isso precisamos é preciso que repitamos o simples gesto dos magos do oriente, que deixaram-se se guiar pela estrela nova, que é o menino Deus. É fazer desta estrela sua própria vida. O Senhor é identificado em luzes, vestido de branco. O Senhor irradia luz no céu, mas também se sujou quando tomou o peso de nossos pecados, no alto da cruz. O Senhor lavou as suas roupas que se tornou tão brancas para nos salvar. Essa imagem de luz, custou para o Senhor, por amor e para o bem, porque ele nos quer bem, cheios de vida. Assim é o Senhor. A escuridão nos dá medo. Quantas pessoas hoje estão deprimidas, porque não suportam a luz do sol. Quantas pessoas estão sem nada na vida, precisando de nossa ajuda. Deus está nos testando, até onde vai a nossa fé? Alguns chegam a duvidar da presença de Deus, porque o mal vem nos atordoar com suas escuridões. Muitos fazem a manifestação da escuridão para nos impor o medo. Nós, cristãos não temos um Deus de trevas. A luz é Jesus Cristo que é representada como a luz do ressuscitado. Jesus não nos deixa desamparados diante dos nossos pecados. Ele brilha, aponta saídas para continuarmos caminhando por sua luz. Não coloquemos a luz debaixo da mesa, mas no alto para todos tenham acesso, a essa luz que é Jesus”, disse padre Renê.

Nos momentos finais da Missa, padre Renê conduziu a Benção das imagens peregrinas missionárias trazidas pelos animadores de Grupos de Evangelização na Base que percorrerão as 30 comunidades eclesiais e paróquias da cidade.

 

Vagner Mattos