PARÓQUIA
SÃO SEBASTIÃO

igreja matriz - barra mansa

NAVEGUE PELO SCROLL DO MOUSE
Entrevista com o novo padre Wilson Feitosa Rodrigues (SVD)

O novo padre da Paróquia São Sebastião, Barra Mansa, Wilson Feitosa Rodrigues (SVD) fala de sua vida como sacerdote verbita e destaca a nova missão como um desafio missionário.

 

1- Site: Quem é o padre Wilson Feitosa?

 

Pe Wilson: “Sou natural de Brasília (DF), do Gama, oitavo filho de uma família de 10 filhos, cinco homens e cinco mulheres. Infelizmente perdi minha mãe há cinco meses. Ela teve um Acidente Vascular Cerebral (AVC). Fui despertado para a vocação a partir de sete anos de idade, levado pelo meu irmão, onde ingressei na Ordem dos Coroinhas, fui catequista infantil, de jovens e adultos, de crisma, coroinha em duas paróquias: São João Batista, Nossa Senhora de Fátima. Fui engajado na Paróquia São João Batista. Sou o primeiro padre ordenado verbita de Brasília e hoje somos dois, inclusive um dos meus catequizandos que foi ordenado e está no Japão”.

 

2- Site: Como foi seu despertar vocacional para a Congregação do Verbo Divino?

 

Pe Wilson: “Certamente a família foi fundamental para meu despertar vocacional, apesar de ter vontade de ser professor, mas à Igreja e Jesus Cristo falou mais alto, graças a um empurrão de meu irmão. Fiz a formação no seminário em São Paulo, quatro anos de teologia, estive dois anos fora do Brasil, na Nicarágua, Panamá e Costa Rica. Fui ordenado em 10 de novembro de 2011”.

 

3- Site: O que o senhor espera de Barra Mansa?

 

Pe Wilson: “Passei por várias paróquias e fiquei por quase três anos na zona rural de Pernambuco, na Vila de Cruzes. Voltei para a Paróquia São João Batista, no Gama, onde fui pároco por um ano e dois meses. Fui transferido para Arquidiocese de Belo Horizonte, passei pelo Espirito Santo, Aracajú, conheci Barra Mansa nas férias, quando era seminarista em 2003, no trabalho missionário em que conheci várias famílias. A Paróquia São Sebastião é um desafio, por ser muito dinâmica, forte com suas 30 comunidades. Vim para servir e estou nesta caminhada para dar apoio ao padre Renê , Luiz e Ozanan. Deixo meu abraço a todos. Estou a disposição de todos para almoçar, jantar e tomar um café”.

 

Vagner Mattos