PARÓQUIA
SÃO SEBASTIÃO

igreja matriz - barra mansa

NAVEGUE PELO SCROLL DO MOUSE
“180 anos com São Sebastião”: Milhares de fiéis participam da Festa de São Sebastião, Padroeiro de Barra Mansa

A primeira Missa no Dia de São Sebastião em 20 de janeiro dedicada as Famílias foi presidida pelo padre Francisco Augusto (SVD), na Matriz de São Sebastião, animada pela Pastoral Familiar Paroquial. Na procissão de entrada, agentes destacaram com cartazes os serviços setoriais da pastoral: pré, pós-matrimonial e casos especiais. A entrada da Bíblia foi animada em estilo e canto afro.

 

- A família é a instituição mãe que precisamos valorizar, resgatar e manter. Jesus fez parte de uma família, e cumpriu a missão salvífica de Deus, ao lado de seus pais que os acompanharam fazendo a vontade de Deus - comentou padre Francisco.

 

- Participo sempre da primeira Missa, porque assim posso trabalhar. Esse horário facilita pra mim, venho agradecer e rezar por minha família e a de todos - disse Sofia Soares.

 

A Missa das Crianças, a segunda do dia, foi presidida pelo padre Milan (SVD) e animada pela Iniciação à Vida Cristã, com a participação do Coral Infantil Anjos de Maria, da comunidade São Luis Gonzaga. Pelas ruas da cidade, centenas de pessoas acompanharam a Procissão das Crianças pela Rua São Sebastião e Avenida Joaquim Leite, retornando à Matriz de São Sebastião.

 

- É uma alegria, a Missa dedicada às crianças com seus pais, catequistas, momento máximo da nossa paróquia para agradecermos e pedirmos forças a São Sebastião - ressaltou, Jocélia Nogueira, da comunidade São Francisco de Assis. No fim da Missa, padre Milan apresentou e enviou a Delegação Paroquial que participará da 22ª Jornada Mundial da Juventude, no Panamá.

 

A Missa Solene de São Sebastião foi presidida pelo bispo diocesano Dom Francisco Biasin, concelebrada pelos padres: Milan (SVD) e Francisco Augusto (SVD), com a participação do diácono Antônio Magno e animada pelas 30 comunidades eclesiais.

 

- No Evangelho de hoje, Jesus faz o milagre das Bodas de Caná, não havia vinho e Jesus resgata a esperança. Este vinho significa o amor, e a noiva somos nós. Deus é aquele que nos resgata, porque não somos e não fomos abandonados, somos terra amada por Ele. Quando falta vinho, quer dizer que falta o amor. Precisamos testemunhar este amor, nos perdoando, nos amando mutuamente - destacou Dom Francisco na homilia.

 

No fim da Missa, Dom Francisco lembrou e agradeceu a Congregação do Verbo Divino pelos 90 anos na Diocese e pelos 180 anos da igreja Matriz de São Sebastião. Padre Milan agradeceu a toda a equipe da Festa, ressaltando a ação missionária dos Padres Verbitas ao longo da história, destacando o cartaz com o logotipo da Congregação destacado na igreja. A Procissão de São Sebastião foi acompanhada por milhares de fiéis pelo Centro da cidade, com momentos de oração, e resgate histórico dos 180 anos da Matriz e 90 da Congregação do Verbo Divino. Na chegada à igreja, padre Milan deu a Benção Final, e foram distribuídas rosas do andor de São Sebastião e do altar aos fiéis que formaram uma grande fila para o beijo na fita da imagem de São Sebastião.

 

Na Praça da Matriz, o público acompanhou o show de samba e pagode do grupo Op Samba, e desfrutou das barraquinhas de comestíveis e refrigerantes.

 

- Quero agradecer a São Sebastião por ter concluído com êxito uma prova de direção veicular que fiz e roguei pedindo forças e fui atendido - declarou Evair Silveira, da comunidade São Mateus.

 

- Fico entusiasmada e admirada de ver a fé do povo no Mártir São Sebastião que deu sua vida para salvar os cristãos. Nós também precisamos fazer o mesmo - comentou Silvana de Menezes, da comunidade São Judas Tadeu.

 

Vagner Mattos